ELETROENCEFALOGRAMA

O que é
O eletroencefalograma (EEG) ou eletroencefalografia é um exame que permite o estudo do registro gráfico das correntes elétricas espontâneas desenvolvidas no cérebro. O EEG pode ser útil em todas as idades, desde recém-nascidos até pacientes idosos.

Para que serve
Geralmente se realiza o eletroencefalograma quando há suspeita de:

  • Suspeitas de alterações da atividade elétrica cerebral e dos ritmos cerebrais fisiológicos.
  • Epilepsia ou suspeita clínica dessa doença.
  • Pacientes com alteração da consciência.
  • Avaliação diagnóstica de pacientes com outras doenças neurológicas (ex: infecciosas, degenerativas) e psiquiátricas.
  • Como é feito
    O exame é simples, indolor, sem contraindicações e pode ser feito em qualquer idade. O EEG é realizado através da colocação de eletrodos no couro cabeludo, com auxílio de uma pasta condutora que, além de fixá-los, permite a aquisição adequada dos sinais elétricos que constituem a atividade elétrica cerebral. Inicialmente é feito um registro espontâneo da atividade elétrica cerebral durante a vigília (paciente acordado). Se possível, essa atividade é registrada também durante a sonolência e o sono.

    Recomendações

  • Lavar bem os cabelos, mas com tempo suficiente para que estejam bem secos ao início do procedimento.
  • Não utilizar nenhum produto no cabelo (laquê, gel, cremes, óleos, tinturas, etc.).
  • Não é necessário suspender os medicamentos de uso contínuo, mas eles devem ser informados ao médico.
  • Para conseguir-se o sono espontâneo, o paciente deve fazer uma restrição de sono na noite anterior ao exame, dormindo no máximo três horas. Bebês podem ser alimentados durante a colocação dos eletrodos para facilitar a indução do sono.

    Não há restrições alimentares.

    Análise
    A análise é feita por um médico especializado para que tenha uma melhor resolução das análises gráficas cerebrais.